Como escolher um fatiador de carne

Um fatiador de carne permite cortar uma grande variedade e quantidade de frios e outras carnes, de forma rápida e fácil, em fatias de espessura uniforme. O fatiamento é efetuado por meio de uma ferramenta de corte ajustável, geralmente uma grande lâmina circular, e um carro móvel que desliza em movimentos alternados. Com este equipamento, é possível definir com precisão a espessura das fatias, aumentar a produtividade, reduzir os custos de produção e, simultaneamente, garantir maior segurança aos operadores.

Fatiadores de carne: ver produtos

  • Como escolher o fatiador de carne ideal?

    Há vários fatores que importa ter em conta ao escolher um fatiador de carne:

    • Tipos de produtos a serem fatiados
    • Frequência de uso
    • Altura de corte
    • Tamanho da lâmina
    • Velocidade de corte
    • Espessura de corte
    • Potência
    • Modo de funcionamento (máquina manual vs. automática)

    Antes de mais, é preciso levar em consideração os tipos de produtos a serem fatiados (carne fresca, frios, etc.), as dimensões dessas peças e a capacidade de produção pretendida. Estes equipamentos também podem ser usados para fatiar pão, queijo e mesmo alimentos congelados, bastando para tal colocar a lâmina adequada na máquina.

    Outro aspeto importante é a frequência de utilização. Se procura um fatiador para uso intensivo, assegure-se de que opta por uma máquina fabricada com materiais duráveis e robustos.

    As dimensões do produto vão determinar a altura de corte que a máquina deve ter. Ou seja, quanto maiores as peças a fatiar, maior terá de ser a lâmina.

    No caso dos fatiadores de lâmina circular, os mais comuns, o diâmetro da lâmina deve corresponder à altura máxima dos produtos que vai fatiar. A maioria das lâminas tem entre 250 e 370 mm de diâmetro, pois estes tamanhos permitem processar a maior parte das peças, qualquer que seja a capacidade de produção pretendida. Se quiser usar o fatiador de carne para outros produtos, terá de trocar a lâmina (lâmina serrilhada para pão, lâmina antiaderente para queijo e frios).

    A velocidade de corte tem influência na qualidade do fatiamento, isto é, quanto mais rotações por minuto a lâmina efetuar, mais regular será o corte. De notar que uma lâmina maior significa uma velocidade de rotação mais baixa. Contudo, os fatiadores elétricos modernos vêm equipados com motores potentes que permitem realizar cortes precisos.

    A espessura de corte é outro critério de escolha a ter em atenção. A maioria dos fatiadores dispõe de um regulador de corte para ajustar a espessura de fatiamento dentro de uma determinada faixa. Esta vem indicada nas características técnicas do equipamento.

    A potência da máquina também deve ser levada em conta. Os fatiadores com maior potência são mais rápidos e mais eficientes.

    Por fim, a escolha entre uma máquina manual e uma automática dependerá da frequência de uso e da capacidade de produção necessária. Para uma utilização pontual e/ou pequenas quantidades de produto, um fatiador manual é suficiente. As máquinas automáticas são recomendadas para uso frequente e para uma produtividade elevada.

  • Que tipo de fatiador escolher?

    Existem dois tipos de fatiadores: manuais e automáticos.

    Fatiador de carne manual da Dadaux

    Fatiador de carne manual da Dadaux

    Estas foram as primeiras máquinas a aparecer no mercado e ainda hoje são utilizadas, especialmente para fatiar carnes frias.
    Têm um princípio de funcionamento bastante básico: o sistema de corte é movido pelo operador através de uma manivela.

    Vantagens:
    Os fatiadores manuais são econômicos, uma vez que não necessitam de energia elétrica para funcionar.
    Além disso, são versáteis, podendo cortar quer queijo quer carnes frias sem ter de se trocar de lâmina.
    Também são mais fáceis de limpar do que os fatiadores automáticos, pois podem ser facilmente desmontados para se realizar a higienização completa do equipamento.
    Têm, ainda, a vantagem de serem compactos e silenciosos.

    Desvantagem:
    Este tipo de fatiador não é recomendado para indústrias e negócios que necessitem de uma elevada capacidade de produção.

    Cortador de carne automático FINOVA

    Fatiador de carne automático da FINOVA

    São elétricos e os que apresentam maior capacidade de produção, nomeadamente devido ao carro e ao tombador de fatias automáticos.
    Certos modelos totalmente automáticos permitem programar o número exato de fatias desejado, dispensando qualquer outra intervenção humana.

    Existem, ainda, fatiadores semiautomáticos que combinam um carro de acionamento automático com um mecanismo de ajuste manual.

    Vantagens:
    Os fatiadores automáticos são mais rápidos e apresentam melhor rendimento.
    Podem cortar mais tipos de carne do que os manuais (carne fresca, carne congelada, carne tenra, etc.).
    São compatíveis com vários tipos de lâminas, permitindo assim fatiar uma maior variedade de alimentos, incluindo pão, queijo, peixe congelado, etc.
    Estão equipados com dispositivos de segurança, a fim de reduzir o risco de acidentes para os operadores.

    Desvantagem:
    As máquinas automáticas são mais caras do que as manuais, destinando-se principalmente a profissionais.

  • Qual a diferença entre os modelos verticais e os inclinados?

    Os fatiadores podem ser verticais ou inclinados, conforme a posição da lâmina.

    Fatiador vertical de carne da ABM

    Fatiador vertical da ABM

    Nesses modelos, a lâmina é perpendicular à base do fatiador. Com uma mão, o operador tem de empurrar o produto contra a lâmina e, com a outra, aparar a fatia e colocá-la no recipiente.

    Vantagens:
    Os fatiadores verticais executam um fatiamento preciso e uniforme.
    São mais compactos do que os modelos inclinados.
    São indicados para fatiar carne fresca.

    Desvantagem:
    O usuário deve ter cuidado durante a operação de fatiamento, uma vez que tem de receber e dispor as fatias manualmente, havendo portanto maior risco de corte.

    Fatiador de frios manual por gravidade da MAINCA

    Fatiador manual inclinado da MAINCA

    Nestes modelos, o sistema de corte (composto por lâmina, carro e bandeja) tem uma inclinação de cerca de 45°. Desse modo, por ação da gravidade, o produto fica automaticamente encostado à bandeja do carro e depois à lâmina, e as fatias caem sozinhas no recipiente. Por isso esses modelos são também chamados fatiadores por gravidade.

    Vantagens:
    São mais fáceis de usar.
    Exigem menos esforço do operador.
    Oferecem maior segurança ao usuário porque, devido à gravidade, as fatias caem diretamente no recipiente sem que o operador tenha de as aparar.
    São indicados para fatiar queijo, frios, legumes e pão.

    Desvantagem:
    São máquinas de maiores dimensões e, portanto, ocupam mais espaço do que os cortadores verticais.

  • Que outros critérios considerar ao escolher um fatiador de carne?

    A escolha de uma máquina de fatiar alimentos deverá, ainda, basear-se nos seguintes critérios.

    Ergonomia: é importante optar por um modelo que o usuário considere prático e de fácil utilização.

    Dimensões do equipamento e espaço disponível: há fatiadores bastante grandes, portanto, antes de adquirir um modelo, certifique-se de que tem espaço suficiente para o instalar e operar.

    Limpeza e manutenção: quando executadas corretamente, prolongam a vida útil do equipamento. A facilidade de limpeza e a frequência de manutenção variam conforme os modelos. No entanto, dado serem operações indispensáveis para garantir as devidas condições de higiene e manter a precisão de fatiamento, é aconselhável optar por uma máquina de fácil limpeza e manutenção.

    Estabilidade: as máquinas pesadas são mais estáveis e, portanto, mais seguras de usar.

    Eficiência energética: se desejar contribuir para uma indústria mais sustentável, pode optar por fatiadores com baixo consumo de energia.

Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível.