Que balancim escolher

Os balancins, também chamados travessas de elevação ou barras de carga, consistem em uma ou mais travessas equipadas com ganchos, ventosas ou ímanes. São dispositivos por meio dos quais se prende uma carga a um equipamento de elevação, como uma grua, um guindaste ou uma ponte rolante, por exemplo. Têm como função distribuir o peso da carga por vários pontos de fixação, a fim de aumentar a estabilidade desta e diminuir as forças que lhe são aplicadas durante o içamento.

Os balancins são usados na movimentação de cargas de grandes dimensões, flexíveis, muito pesadas, etc. Em função das cargas a içar, pode optar-se por um balancim travessa, por um balancim tipo H ou tipo quadro para caixas e contentores, cruzado para big bags, cruzado rotativo para içamento de embarcações, etc. Estes equipamentos utilizados em diversos setores de atividade, como a construção civil, a agricultura, as indústrias automóvel e aeronáutica, etc.

Balancins: ver produtos

  • Como escolher um balancim?

    Há vários fatores a ter em conta ao escolher um balancim:

    • O uso previsto, ou seja, se vai servir apenas para içar cargas ou também para as movimentar na horizontal;
    • As dimensões e o peso da carga, isto é, se se trata de peças longas e/ou altas, leves ou pesadas;
    • A necessidade de distribuição do peso da carga por mais ou menos pontos de içamento;
    • O tipo e quantidade de pontos de içamento;
    • O tipo de alimentação, que pode ser elétrica, pneumática, hidráulica, etc.;
    • O espaço disponível para instalar o equipamento e movimentar as cargas, em particular a altura do teto no caso de espaços interiores;
    • A possibilidade de ajustamento do balancim, consoante precise de um balancim fixo ou com ajuste telescópico;
  • Quais as vantagens de utilizar um balancim?

    O uso de balancins oferece grandes vantagens. Estes permitem:

    • içar e movimentar cargas particularmente compridas e/ou altas, com peso entre alguns quilos e centenas de toneladas;
    • reduzir o ângulo de abertura das lingas, aumentando a capacidade de resistência destes elementos;
    • diminuir a altura que seria necessária para içar uma mesma carga comprida com uma linga de duas ou mais pernadas (também ditas pernas ou ramais);
    • reduzir o risco de a carga tombar ou escorregar, uma vez que é possível controlar o ângulo da linga, permitindo realizar estas operações de movimentação de cargas com maior segurança;
    • movimentar peças flexíveis, minimizando o risco de deformação destas.
  • Quais os diferentes tipos de balancins?

    Existem vários tipos de balancins. A escolha vai depender das características das cargas que se pretende movimentar.

    O balancim travessa de uma única barra tem dois ou mais pontos de içamento e pode ser fixo ou ajustável. Equilibra a carga a movimentar e reduz os esforços aplicados a esta. Trata-se de uma solução bastante económica para trabalhos de movimentação e elevação.

    Existem, igualmente, balancins constituídos por várias travessas, que têm mais de dois pontos de içamento. Oferecem maior estabilidade e são capazes de movimentar cargas bastante pesadas. Entre estes, encontramos balancins com diversas configurações:

    • O balancim tipo quadro: quadrado ou retangular, é utilizado com uma linga superior de quatro pernadas, que permite a sua elevação. Pode ser fixo ou ajustável, consoante o modelo. O balancim com ajuste telescópico permite adaptar a distância entre os pontos de fixação às dimensões da carga.
    • O balancim cruzado: também conhecido por balacim para big bags, tem capacidade para içar cargas somente até uma tonelada e meia. Oferece um elevado grau de segurança graças aos seus quatro ganchos fixos. Trata‑se de uma solução de baixo custo, bastante utilizada na construção civil, por exemplo.
    • O balancim em H, ou balancim duplo T: com quatro pontos de içamento, garante uma excelente estabilidade da carga. Pode ser fixo ou ajustável.

    O balancim virador permite virar as cargas içadas através de um sistema motorizado. Pode ser utilizado com cargas de grandes dimensões.

    Balancim travessa duplo T da VERLINDE

    Balancim em H da VERLINDE

    Balancim travessa da SAPEM

    Balancim travessa da SAPEM

  • Balancim fixo ou ajustável?

    Balancim ajustável da Flaig Magnetsysteme

    Balancim ajustável da Flaig Magnetsysteme

    A escolha entre um balancim fixo ou ajustável vai depender da utilização prevista.

    Balancins fixos

    Os balancins fixos permitem equilibrar a carga, tal como os restantes modelos. No entanto, só podem ser usados com cargas cujo comprimento seja compatível com as dimensões da travessa ou travessas do balancim.

    Balancins ajustáveis

    Se precisar de içar ou mover cargas de diferentes comprimentos, opte por um balancim ajustável, também dito balacim com ajuste telescópico. Este permitir-lhe-á regular a distância entre os pontos de içamento e adaptar assim o balancim ao comprimento da carga em questão. Antes de começar a movimentação, há que efetuar os ajustes necessários para assegurar a estabilidade e o equilíbrio das cargas, com especial atenção para aquelas cujo peso não esteja distribuído uniformemente ao longo do seu comprimento.

  • Porquê optar por um balancim com ventosas?

    O balancim com ventosas permite a elevação e movimentação de cargas pesadas com superfície lisa e plana, graças a um sistema de fixação por vácuo. Este sistema é alimentado e controlado por um gerador de vácuo, que pode ser pneumático ou elétrico.

    Este tipo de balancim é constituído por uma estrutura de aço com ventosas. O tamanho e o número de ventosas devem ser adequados ao tipo e às dimensões da carga. É um equipamento que oferece diversas vantagens:

    • elevação rápida e precisa das cargas;
    • facilidade de manipulação de cargas lisas e planas, como mármore, vidro, chapas de aço, placas de plástico, etc., na horizontal e na vertical, com rotação de 90°, 180° ou 360°;
    • fixação muito estável da carga, que permite realizar a sua movimentação com maior segurança e fiabilidade;
    • fácil manutenção do balancim;
    • ergonomia.

    Esta solução é adequada para a movimentação de cargas até 20 toneladas, designadamente chapas metálicas, vidros, carroçarias de automóveis (lataria), etc.

Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *