Como escolher um relé de proteção

Os relés de proteção permitem a distribuição segura da energia elétrica da rede. Têm como função detetar anomalias na rede que possam conduzir a situações perigosas e, se for preciso, interromper o circuito elétrico pelo tempo necessário.

Fornecem proteção diferencial, contra sobrecorrentes (sobreintensidades) e contra arcos elétricos. Esta proteção é assegurada pela sua capacidade de disparo rápido.

Um relé pode ser constituído por vários módulos, cada um com ea sua própria função.

Relés de proteção: ver produtos

  • Quais os diferentes tipos de relés de proteção?

    Os relés de proteção podem dividir-se em duas categorias principais: os relés digitais e os relés eletromecânicos.

    Relés de proteção digitais

    Os relés de proteção digitais, também chamados simplesmente “relés digitais”, são compostos por um sistema eletrónico com microprocessadores. Estes microprocessadores permitem analisar vários parâmetros da rede, como a tensão, a intensidade ou a corrente, para detetar defeitos num sistema de controlo industrial.

    Graças aos microprocessadores, estes relés podem registar e transmitir dados de monitorização em tempo real.

    Relés eletromecânicos

    Os relés de proteção eletromecânicos surgiram há mais tempo, mas continuam a ser bastante utilizados nos sistemas atuais. Como o seu nome indica, utilizam forças eletromagnéticas e mecânicas para mudar de estado. Estes relés podem desempenhar apenas uma ou duas funções.

  • Quais as diferentes funções dos relés de proteção?

    Os relés de proteção têm diferentes funções. São, frequentemente, constituídos por vários módulos, cada um dos quais desempenha uma função específica. Neste guia, vamos distinguir três tipos de funções de proteção: contra variações anormais da rede elétrica, contra correntes de fuga e contra sobrecargas.

     

    Relé de proteção de sobrecorrente da FANOX ELECTRONIC

    Relé de proteção contra sobrecorrentes da FANOX ELECTRONIC

    Proteção contra variações anormais da rede

    As variações anormais de tensão, de corrente e de frequência podem dar origem a fenómenos problemáticos, como sobrecorrentes (correntes de sobrecarga ou de curto-circuito), sobretensões e abaixamentos ou faltas de tensão. Os relés de proteção de tensão, os relés de proteção de corrente e os relés de proteção de frequência permitem detetar um defeito no circuito, desligar a secção onde está localizado esse defeito e eliminá‑lo sem consequências para o resto da instalação.

     

    Proteção contra correntes de fuga à terra

    O relé de proteção contra correntes de fuga à terra, também conhecido como “relé de proteção diferencial”, é principalmente utilizado em postos de transformação, em transformadores, em geradores e em linhas elétricas.

    Transmite informações sobre o estado da rede e pode desligá-la se detetar um problema. Uma vantagem deste tipo de relé é o seu baixo custo.

     

    Proteção contra sobrecargas 

    Relé térmico da Eaton

    Relé térmico da Eaton

    O relé de proteção contra sobrecargas, também dito “relé térmico“, é utilizado para proteger os motores elétricos quando ocorre um defeito. Deteta sobrecargas e pode abrir o circuito para evitar o sobreaquecimento do motor. Alguns modelos também conseguem detetar uma falta de fase num motor trifásico. Este tipo de relé pode ser instalado no próprio circuito ou à distância, num quadro elétrico.

    Principais relés de proteção:

    • Relés de proteção de tensão
    • Relés de proteção de corrente
    • Relés de proteção de frequência
    • Relés de proteção de fuga à terra
    • Relés de proteção contra sobrecargas
  • Que relé escolher consoante a aplicação?

    Para proteger um motor elétrico

    Opte por um relé térmico, especialmente concebido para cortar a corrente de alimentação do motor quando este absorve demasiada corrente durante um longo período de tempo.

    Para proteger uma linha elétrica

    Opte por um relé de sobrecorrente, ou relé de proteção contra sobreintensidades, que oferece proteção suficiente para equipamentos simples e de baixo custo. 

    Para proteger de choques elétricos por contacto indireto

    Escolha um relé diferencial, que limita as correntes de fuga à terra e protege a instalação elétrica. 

    Exemplos de aplicações: iluminação pública, tratamento de água, telecomunicações, produção de energia solar.

  • Que outros fatores considerar ao escolher um relé?

    Antes de proceder à compra de um relé de proteção, importa ter em mente mais alguns elementos:

    A corrente utilizada na rede em questão

    É essencial saber que tipo de corrente é utilizada na rede a que se destina o relé: corrente contínua, corrente alternada, monofásica, trifásica.

    Defeitos contra os quais o relé deverá atuar

    Poderá configurar o relé para que dispare quando deteta determinados defeitos ou anomalias de funcionamento definidos previamente. O relé atua quando é atingida a corrente de disparo.

    Outros componentes possíveis dos relés

    São cada vez mais os relés industriais com sistema de monitorização e interface de comunicação para transmissão de dados. Como tal, é importante escolher um relé compatível com os sistemas já existentes, que possa comunicar com estes.

Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *