O salão online da indústria

Que empilhador escolher?

Os empilhadores são equipamentos utilizados para a movimentação de mercadorias pesadas e para o armazenamento, principalmente na indústria transformadora. Trata-se de veículos contrabalançados, com bateria ou motor, e um mastro hidráulico com garfos na frente. Têm ou três ou quatro rodas e direção traseira.

A escolha do empilhador é importante para a sua empresa, pois tem influência nos custos operacionais, na produtividade e na gestão dos stocks. Existe uma grande variedade de modelos de empilhadores, cada um concebido para determinado tipo de operações.

Empilhadores: ver produtos

  • Como escolher um empilhador?

    Os principais critérios a considerar na escolha de um empilhador são a capacidade de carga, a altura de elevação, o tipo de motor, a composição dos pneus e a ergonomia para o operador.

    Relativamente à motorização, há várias opções:

     

    As características do local de trabalho constituem um fator determinante na escolha do equipamento adequado:

    • funcionamento no interior ou no exterior
    • restrições de altura
    • acessibilidade das cargas a transportar
  • Porquê optar por um empilhador elétrico?

    O empilhador elétrico é usado principalmente em espaços interiores.

    Vantagens:

    • Zero emissões: é mais ecológico pois não há emissão de gases de escape. Por conseguinte, é indicado para utilização em espaços interiores, não sendo necessário um sistema de ventilação.
    • Tamanho: como não tem depósito de combustível, é mais compacto e, portanto, mais fácil de manobrar. Além disso, ocupa menos espaço no armazém.
    • Vida útil: necessita de pouca manutenção. A bateria substitui-se facilmente, o que prolonga a sua vida útil.
    • Baixo custo de manutenção.
    • Nível sonoro: é menos ruidoso que outros tipos de empilhadores, dado não ter motor de combustão.

    Desvantagens: 

    • As condições ambientais, como a humidade e o frio, podem afetar o seu funcionamento.
    • O investimento inicial é superior relativamente aos modelos com motor de combustão interna.
  • Porquê optar por um empilhador a diesel?

    empilhador a diesel tem custos operacionais mais elevados, mas é o mais adequado para trabalhos no exterior.

    Vantagens: 

    • Capacidade de carga: apresenta uma capacidade de carga superior à do empilhador elétrico (55 000 kg nos empilhadores a diesel versus 5 500 kg nos empilhadores elétricos).
    • Autonomia.

    Desvantagens: 

    • Utiliza combustíveis fósseis.
    • Emissões de gases poluentes: não é adequado ao trabalho em espaços interiores.
    • Preço de compra superior ao dos empilhadores a gás e custo de funcionamento variável (devido à flutuação do preço do diesel).
    • De maiores dimensões que os empilhadores elétricos.
  • Porquê optar por um empilhador a gás?

    O empilhador a gás pode estar equipado com um motor de combustão interna a gás liquefeito de petróleo (GLP) ou a gás natural comprimido (GNC).

    Vantagens: 

    • Rápido de atestar.
    • Vida útil longa.
    • Pode ser usado tanto no interior como no exterior.
    • Baixo impacto ambiental.

    Desvantagens: 

    • O depósito situado na traseira é volumoso, podendo limitar o campo de visão do operador.
    • Custos de manutenção superiores aos dos restantes tipos de motores.
  • Quadro de comparação dos motores

     

    Capacidade de carga Velocidade Utilização Emissões poluentes
    Diesel até 50 toneladas 25-40 km/h Exterior Sim
    Gás até 6 toneladas < 25 km/h Interior e exterior Baixas
    Elétrico até 3 toneladas 25-40 km/h Interior Não
  • Empilhador contrabalançado (counterbalance forklift) ou empilhador retrátil (reach truck)?

    Empilhador contrabalançado

    É a melhor escolha para cargas extremamente pesadas. A fim de contrabalançar o peso da carga transportada nos garfos, estes empilhadores possuem um contrapeso na parte traseira. Destinam-se principalmente ao uso em espaços interiores com pisos lisos e estão equipados com estabilizadores ajustáveis. Os empilhadores contrabalançados são os mais utilizados em armazéns. Estão igualmente disponíveis em modelos de três rodas, ideais para espaços confinados.

     

    Empilhador retrátil

    Com substancial capacidade de elevação máxima e fáceis de manobrar, os empilhadores de mastro retrátil são os mais adequados para armazenar e retirar mercadorias acondicionadas a vários níveis de altura em armazéns, empresas de logística e centros de distribuição. O empilhador retrátil foi concebido para o manuseamento de cargas em corredores estreitos. O mastro estabiliza a empilhadeira: encontra-se no centro do veículo, ficando a cabine com o condutor de um lado e o garfo e respetivo elevador do outro.

  • Como escolher entre os diferentes tipos de empilhadores?

    O selecionador de pedidos / preparador de encomendas é ideal para o transporte horizontal e vertical e para o empilhamento de mercadorias. Tem uma capacidade de carga de cerca de 1 a 2 toneladas. Entre as suas vantagens, contam-se a velocidade de deslocação e a sua excelente ergonomia. O selecionador de pedidos utiliza-se unicamente em superfícies pavimentadas com inclinação máxima de 5 a 10%. É um equipamento concebido para recolher encomendas de prateleiras dispostas ao longo de corredores de armazéns.

    O empilhador elétrico contrabalançado de três rodas possui uma ou duas rodas direcionais no centro, sob o contrapeso. Tem como vantagem o raio de viragem inferior ao dos empilhadores elétricos convencionais de quatro rodas.

    No empilhador elétrico contrabalançado de quatro rodas, as duas rodas de direção traseiras são controladas por um cilindro hidráulico de duplo efeito. Este equipamento oferece maior estabilidade em curvas e é adequado para aplicações mais exigentes em locais de construção e armazéns. A sua capacidade de carga varia entre 1 000 kg e 3 500 kg. Foi projetado para aplicações com elevação de cargas pesadas, como a instalação de máquinas e ferramentas. É também usado em estabelecimentos de venda a retalho, lojas de ferragens e para outros trabalhos leves.

    No empilhador de cabeça articulada, os garfos giram sobre um eixo e podem ser inclinados. Destinam-se ao trabalho em armazéns com corredores estreitos e para carregar e descarregar reboques.

    O empilhador lateral foi o primeiro empilhador concebido especificamente para a movimentação de cargas longas.

    O empilhador multidirecional veio substituir, em grande parte, o empilhador de carregamento lateral. O operador é capaz de manobrar cargas longas com maior precisão em todas as direções.

    O empilhador todo‑o‑terreno (fora de estrada) destina-se a um uso intensivo e pode elevar cargas de 1 a 50 toneladas. Versátil, robusto e rápido, foi concebido para transitar em todo o tipo de terrenos.

  • Como escolher a capacidade máxima de elevação de um empilhador?

    Para estimar a capacidade máxima de elevação de que irá precisar, deverá ter em conta as cargas que o empilhador vai movimentar, mais precisamente: 

    • O tipo de cargas 
    • O seu peso médio (em kg)
    • O seu peso máximo 
    • As suas dimensões (em metros)

    Existem acessórios específicos que permitem aumentar a capacidade de trabalho dos empilhadores standard e obter maior eficiência na movimentação das cargas. As dimensões das unidades de carga vão determinar o comprimento dos garfos e o centro de gravidade da carga. De notar que quanto mais compridos forem os garfos, menor será a altura de elevação.

  • Como escolher o número de rodas?

    Os empilhadores de três rodas são mais adequados para o armazenamento interior, como em centros de jardinagem ou em lojas de materiais de bricolagem e construção, bem como em armazéns com estantes altas e acesso direto a cada item armazenado. Já os modelos de quatro rodas são mais indicados para movimentar cargas pesadas em superfícies bastante inclinadas e maquinaria de grandes dimensões. São ideais para trabalhos intensivos e em superfícies irregulares, sem que tal diminua o seu tempo de vida útil.

    • Vantagens dos empilhadores de três rodas: raio de viragem mais pequeno e custo inferior.
    • Desvantagens: carga máxima de 2 500 kg. Instabilidade do empilhador com cargas próximas dos 2 500 kg. Difíceis de manobrar em terrenos acidentados, sobre cascalho, etc.

     

    • Vantagens dos empilhadores de quatro rodas: ideais para superfícies irregulares e desniveladas. Capacidade de carga até 8 000 kg. Estabilidade.
    • Desvantagem: raio de viragem limitado e custo superior ao do empilhador de três rodas.
  • Que outras características ter em conta na escolha de um empilhador?

    A ergonomia

    A fim de proporcionar melhores condições de trabalho ao operador, é preferível optar por uma cabine espaçosa, que lhe permita mudar facilmente de posição, entrar e sair da cabine sem dificuldade, ter boa liberdade de movimentos e, por conseguinte, melhor visibilidade. É também aconselhável evitar vibrações; como tal, convém privilegiar a circulação em superfícies lisas e sem obstáculos, reduzir a velocidade de 9 para 6 km/h durante as operações de carga e descarga, bem como utilizar o equipamento com os pneus em bom estado.

    Os pneus

    • Pneus superelásticos: estrutura metálica radial com uma camada espessa de borracha. Adequados para superfícies interiores e exteriores e para percorrerem grandes distâncias, proporcionam uma condução confortável e boa aderência ao pavimento. 
    • Pneus maciços: para uso em interiores e cargas pesadas, oferecem boa estabilidade. Vida útil três vezes superior à dos pneus superelásticos.
    • Pneus não marcantes: para uso em interiores, não deixam marcas no pavimento.
    • Pneus antifuros: recomendados para superfícies pouco regulares ou instáveis, são resistentes a perfurações.
Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Nenhum comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *