Como escolher um multímetro

Um multímetro é um instrumento de medição de grandezas elétricas. Reúne num único dispositivo as funções de vários aparelhos de medição, daí o “multi” no seu nome.

Extremamente versáteis, os multímetros são utilizados nos setores da eletrónica, da eletricidade, da construção civil, bem como no setor automóvel, entre muitos outros.

A tecnologia mais antiga é a dos multímetros analógicos, em que o resultado da medição é indicado pela posição do ponteiro numa escala do mostrador. Cada vez menos utilizados, estes têm vindo a ceder lugar aos multímetros digitais.

Um multímetro combina, pelo menos, as funções de voltímetro, amperímetro e ohmímetro, mas muitos modelos incluem outras funções para dar resposta a necessidades específicas (por ex. medição de outras grandezas elétricas, medição da temperatura, câmara termográfica, etc.).

A escolha de um multímetro baseia‑se geralmente nas diferentes funções de medição que o modelo possui, na sua configuração (portátil ou de bancada) e nas características técnicas (precisão, classificação de segurança, etc.).

Multímetros: ver produtos

  • Multímetro analógico ou digital?

    Multímetro analógico Chauvin Arnoux

    Multímetro analógico da Chauvin Arnoux

    Existem dois tipos principais de multímetros: os multímetros analógicos, de tecnologia mais antiga mas que continuam a ter adeptos entre os profissionais, e os multímetros digitais, mais modernos.

     

    Multímetros analógicos 

    Possuem um mostrador com ponteiro e várias escalas graduadas de acordo com as grandezas elétricas medidas pelo dispositivo e os intervalos de medição que este permite selecionar. Os multímetros analógicos funcionam com base num galvanómetro, o que significa que o movimento do ponteiro é causado pela passagem de corrente.

    São instrumentos precisos e fiáveis, mas é necessária alguma prática para evitar erros de leitura: erro de paralaxe, quando se observa a posição do ponteiro de forma oblíqua, ou leitura na escala errada.

     

    Multímetros digitais

    São compostos por um conversor analógico-digital e por um visor digital. Como apresentam os resultados em forma numérica, a leitura é mais precisa do que num multímetro analógico e não há risco de erro de paralaxe ou de leitura na escala errada. Por outro lado, será difícil medir valores que variam constantemente, porque o conversor analógico-digital reage muito menos rapidamente às variações do que o ponteiro de um multímetro analógico.

    Além de mais fáceis de utilizar, os multímetros digitais não precisam de ser calibrados com tanta frequência, são menos sensíveis a impactos e alguns apresentam proteção contra água e poeiras.

  • Quais os diferentes tipos de multímetros?

    Multímetros portáteis de uso geral

    São multímetros destinados ao público em geral ou para aplicações simples. De preço bastante acessível, possuem as três funções básicas, permitindo assim medir a tensão, a corrente e a resistência em circuitos elétricos simples, se o objetivo não for obter medições muito precisas mas um valor aproximado.

     

    Os multímetros para profissionais são mais resistentes e mais precisos:

    Multímetros portáteis profissionais

    Multímetros portáteis Gossen Metrawatt

    Multímetros portáteis da Gossen Metrawatt

    Leves e compactos, oferecem grande liberdade de movimento para realizar medições, detetar e resolver problemas em qualquer lugar. São usados por profissionais de várias áreas, nomeadamente eletricistas.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Multímetros de bancada

    Multímetro de bancada da B&K Precision

    Multímetro de bancada da B&K Precision

    São utilizados principalmente por engenheiros para efetuar medições de alta precisão em circuitos elétricos ou eletrónicos. Oferecem funções avançadas de medição.

  • Multímetro: que classificação de segurança escolher?

    A norma técnica IEC 61010 define categorias de sobretensão para instalações de baixa tensão (<1000 V). Estas categorias de sobretensão classificam os circuitos elétricos segundo o respetivo risco de sobretensão e consequente nível de perigo para pessoas e bens.

    Distinguem‑se quatro categorias de sobretensão:
    -CAT I: equipamentos eletrónicos;
    -CAT II: equipamentos ligados a tomadas em circuitos monofásicos, como eletrodomésticos, ferramentas portáteis, etc.;
    -CAT III: circuitos de distribuição trifásicos e iluminação comercial;
    -CAT IV: linhas elétricas.

    Os instrumentos de medição elétrica, como os multímetros, são classificados segundo a categoria de sobretensão a que se destinam, em função do nível de proteção que oferecem.
    Por exemplo, um multímetro concebido para uma categoria de sobretensão CAT II não permite realizar medições em total segurança num circuito elétrico de categoria CAT III.

    Para cada aparelho, além da categoria, também é especificada a tensão máxima de trabalho. Por exemplo, um multímetro CAT III 600 V pode ser utilizado com total segurança num circuito CAT III com tensão máxima de 600 V. No entanto, não será seguro utilizá-lo se a tensão for superior a 600 V, mesmo que seja num circuito com classificação CAT III.

    As categorias de sobretensão e as tensões máximas de trabalho vêm claramente indicadas no aparelho e no manual de utilização.

    Existem, então, aparelhos para as diferentes categorias de sobretensão, a saber multímetros CAT I, multímetros CAT II, multímetros CAT III e multímetros CAT IV.

     

    Indicação das categorias de segurança num multímetro

    Indicação das categorias de segurança num multímetro

  • Que outras funções pode oferecer um multímetro?

    Um multímetro reúne num único aparelho as funções de vários instrumentos de medição elétrica. Todos os multímetros permitem efetuar a medição da tensão (voltímetro), da corrente (amperímetro) e da resistência elétrica (ohmímetro). Há, no entanto, muitos modelos que incorporam mais funções para atender às necessidades de diferentes profissionais.

    Multímetro com câmara termográfica da Metrel

    Um multímetro pode assim oferecer outras opções de medição elétrica, tais como:
    – teste de diodo;
    – teste de continuidade;
    – medição da capacitância;
    – medição de frequência;
    – etc.

    Pode, ainda, integrar outras funções, como a medição da temperatura, seja por contacto com uma sonda externa seja sem contacto por infravermelho ou através de uma câmara termográfica.

    Na hora de adquirir um multímetro, convém, portanto, optar por um modelo que integre todas as funções de medição necessárias para a sua atividade profissional.

  • Quais os principais critérios de escolha de um multímetro?

    Depois de escolher o tipo de multímetro, é importante ter em conta as seguintes características técnicas:

    RMS ou True RMS: esta é uma diferença importante entre os multímetros mais baratos e os multímetros profissionais. Ao medir uma corrente alternada, o multímetro exibe o dito valor eficaz, também chamado RMS. No caso de um multímetro RMS, o aparelho calcula o valor eficaz partindo do princípio de que o sinal é perfeitamente sinusoidal (se não o for, irá apresentar um valor errado). Por seu lado, os multímetros True RMS têm um preço mais elevado, mas medem o verdadeiro valor eficaz do sinal. Realizam, portanto, uma medição mais precisa dos sinais AC.

    Precisão: trata‑se da diferença entre o valor medido e o valor exibido pelo multímetro. É expressa em termos de percentagem da faixa de medição. Quanto mais baixa for esta percentagem, maior é a precisão do dispositivo. De notar que quanto mais preciso for o instrumento, mais caro será. Logo, não compensa escolher um multímetro de alta precisão para aplicações em que esta não seja importante.

    Resolução: corresponde à mais pequena variação de sinal que o multímetro permitirá visualizar. Num visor digital, é dada pelo último dígito. Tal como acontece com a precisão, quanto mais baixo o valor da resolução, melhor é o multímetro.

    Faixa de medição: é indicada pelo valor máximo de cada grandeza elétrica que o multímetro é capaz de medir.

Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *