Que ventilador escolher?

Os ventiladores são turbomáquinas que transmitem energia mecânica ao ar ou a um fluido compressível (gás), colocando-o assim em movimento. São bastante utilizados em sistemas de ventilação e de ar condicionado para renovar o ar em edifícios ou para evacuar emissões tóxicas (fumos, odores, vapores, etc.). Os ventiladores mais pequenos destinam-se, geralmente, ao arrefecimento de aparelhos eletrónicos.

Existem dois tipos principais de ventiladores: os axiais e os centrífugos.
A escolha de um ventilador baseia-se em dois critérios elementares: a sua capacidade relativa ao ar que consegue movimentar e o seu nível de ruído.

Ventiladores: ver produtos

Como escolher um ventilador industrial?

Ventilador da marca Elektror Airsystems
Ventilador da marca Elektror Airsystems

Os ventiladores industriais possuem um grande número de aplicações e diversas configurações. Existem, nomeadamente:
– ventiladores encastráveis
– ventiladores de conduta
– ventiladores portáteis
– ventiladores para armários elétricos

O primeiro passo consiste em identificar o tipo de ventilador mais adequado às suas necessidades.

No que diz respeito à tecnologia utilizada, os dois principais tipos de ventiladores são os axiais e os centrífugos. De forma resumida, os ventiladores axiais movimentam um grande volume de ar a baixas pressões e são indicados apenas para aplicações com pequenas perdas de carga (circuitos curtos), enquanto os ventiladores centrífugos são mais adequados para aplicações onde ocorram perdas de carga significativas (circuitos mais longos). Os ventiladores axiais são também bastante mais compactos e ruidosos do que os modelos centrífugos equivalentes.

A escolha de um ventilador faz-se em função do volume de ar (ou de gás) que é capaz de movimentar e da pressão que permite movimentá-lo. Em muitas aplicações, o dimensionamento do ventilador é relativamente simples, bastando consultar a capacidade de fluxo indicada pelo fabricante, mas complica-se um pouco quando o ventilador se destina a um circuito (sistema de ventilação, fornecimento de ar a um queimador, etc.). Na realidade, o fluxo de ar do ventilador depende não só das características deste equipamento, como ainda da perda de carga do próprio circuito. É o princípio do ponto de funcionamento (também chamado de ponto de operação): se traçarmos a curva fluxo-pressão do ventilador e a curva fluxo-perda de carga do circuito, o ponto de funcionamento do ventilador nesse circuito situa-se na intersecção das duas curvas.

A grande maioria dos ventiladores projeta ar à temperatura ambiente, mas alguns devem operar em condições ambientais especiais, nomeadamente em termos de temperatura. É, por exemplo, o caso, das ventoinhas de circulação de ar para fornos. Por conseguinte, há que ter sempre o cuidado de escolher um modelo concebido para a aplicação pretendida.

Quando optar por um ventilador axial?

Ventilador axial da marca NEU AIR MOVING TECHNOLOGIES
Ventilador axial da marca NEU AIR MOVING TECHNOLOGIES

ventilador axial, ou helicoidal, consiste numa hélice que entra em rotação acionada por um motor. Esta hélice produz assim um fluxo de ar paralelo ao seu eixo de rotação.

Os ventiladores axiais são capazes de gerar fluxos elevados com um ligeiro aumento da pressão entre a entrada e a saída do aparelho. Dado não alcançarem pressões elevadas, estes ventiladores só podem ser utilizados em circuitos de comprimento reduzido, correspondendo, por exemplo, à espessura de uma parede.

A maioria dos ventiladores axiais possuem entre 2 e 60 pás e apresentam uma eficiência de 40% a 90%.

Este tipo de ventilador é geralmente usado para fazer circular o ar em grandes espaços, para transportar o ar entre dois espaços através de uma parede e para ser instalado em condutas.

Em comparação com os ventiladores centrífugos, os axiais são menos volumosos, menos caros, mas mais ruidosos.

Vantagens

  • elevado fluxo de ar
  • construção simples
  • custo e dimensões inferiores às dos ventiladores centrífugos

Quando optar por um ventilador centrífugo?

Ventilador radial da marca ECOFIT
Ventilador radial da marca ECOFIT

Os ventiladores centrífugos, ou radiais, consistem numa turbina com pás acionada por um motor que roda num estator que acompanha a turbina. Este estator possui duas aberturas: pela primeira passa o fluido que alimenta a parte central da turbina, fluido esse que é depois aspirado e impelido, por efeito centrífugo, através do segundo orifício para a periferia.

Existem dois tipos de ventiladores centrífugos: com pás inclinadas para a frente e com pás inclinadas para trás. Os ventiladores de pás para a frente têm um rotor tipo gaiola de esquilo e um número de pás que varia entre 32 e 42. Apresentam uma eficiência de 60% a 75%. Os ventiladores de pás para trás têm uma eficiência de 75% a 85% e uma turbina de 6 a 16 pás.

Como produzem uma diferença de pressão maior que os ventiladores axiais, são mais adequados para circuitos longos.

Uma outra vantagem diz respeito ao nível de ruído: são mais silenciosos. Porém, são mais volumosos e mais caros do que os ventiladores axiais.

Vantagens

  • fluxo médio a alto
  • pressão elevada
  • adequado a circuitos longos
  • mais silencioso que o ventilador axial

Como escolher um ventilador para equipamentos eletrónicos?

Ventilador da marca SANYO DENKI
Ventilador da marca SANYO DENKI

Os ventiladores para equipamentos eletrónicos são compactos e fechados, com dimensões e tensões de alimentação padrão (AC ou DC), o que facilita a sua instalação e compatibilidade com os equipamentos de destino.

Têm como função dissipar o calor produzido pelos componentes eletrónicos no interior de um invólucro. A escolha de um ventilador deste tipo vai basear-se nos seguintes critérios:

  • a sua capacidade de fluxo de ar
  • as suas dimensões
  • a tensão de alimentação disponível no equipamento de destino

A maioria dos ventiladores usados na climatização de dispositivos eletrónicos são do tipo axial, devido ao seu tamanho compacto, embora por vezes se opte por ventiladores centrífugos ou de fluxo transversal, por possuírem maior capacidade de fluxo.

Como escolher um ventilador para um quadro elétrico?

Ventilador de quadro elétrico da marca Lohmeier Schaltschrank Systeme
Ventilador de quadro elétrico da marca Lohmeier Schaltschrank Systeme

Os ventiladores de quadros elétricos introduzem ar no quadro a fim de baixar a temperatura dos componentes eletrónicos que se encontram no seu interior. Graças ao ligeiro aumento da pressão que produzem, impedem a entrada de poeiras no quadro elétrico.

Geralmente, estes ventiladores são instalados com uma grelha de ventilação na porta ou numa parede lateral do quadro elétrico. Existem também modelos próprios para serem instalados na parte superior dos quadros elétricos, equipados com um filtro para evitar a entrada de poeiras.

A seleção de um ventilador deste tipo faz-se segundo:

  • a sua capacidade de fluxo de ar
  • a tensão de alimentação do motor fornecida pelo quadro elétrico
  • a eficácia do filtro