Que rodízios industriais escolher?

Utilizados em equipamentos como carros e plataformas de transporte, os rodízios e as rodas industriais facilitam a movimentação de cargas mais ou menos pesadas (pessoas, máquinas, paletes, peças, etc.).

Os rodízios podem ser fixos ou giratórios, feitos de materiais com maior ou menor rigidez e existem em vários tamanhos. De um modo geral, as rodas são constituídas por elementos em plástico, metal, borracha e poliuretano.

Os equipamentos com rodízios são de uso corrente em todos os segmentos industriais, por exemplo, para preparação de pedidos ou para movimentação de peças em linhas de produção.

Rodízios industriais: ver produtos

  • Como escolher um rodízio?

    Rodízio giratório da TENTE

    A escolha dos rodízios deverá basear-se nos seguintes fatores:

    • Carga máxima: para calcular a capacidade de carga necessária para cada rodízio, adicione um fator de segurança de 30% ao peso máximo previsto e divida por 3. Caso tenha de transportar cargas em equilíbrio instável, realize o cálculo com um fator de 300% em vez de 30%.
    • Velocidade de trabalho: há que ter em conta a velocidade a que o equipamento com rodízios deverá deslocar-se, bem como o tempo de utilização consecutiva a uma dada velocidade. Para maior segurança, opte por rodízios capazes de resistir ao uso em condições que combinem carga máxima, velocidade máxima e tempo máximo de utilização.
    • Tipo de pavimento em que os rodízios serão utilizados: se é húmido ou seco, em betão ou em cimento, irregular ou liso, por exemplo.
    • Condições ambientais: é necessário saber se o equipamento será utilizado no interior (temperatura ambiente) ou no exterior (com temperaturas muito elevadas ou muito baixas), em ambientes com elevado grau de humidade ou em que exista risco de explosão.
  • Optar por rodízios fixos ou giratórios?

    Rodízio fixo da Blickle Räder+Rollen

    Os rodízios giratórios são constituídos por uma roda montada num suporte giratório a 360º. Estão disponíveis com e sem travões. A vantagem destes rodízios é que permitem mover a carga em qualquer direção. Contudo, a velocidades elevadas, oferecem menos estabilidade ao equipamento e, por conseguinte, à carga.

    Os rodízios fixos são constituídos por uma roda montada num suporte fixo. Com tal, só podem deslocar-se em linha reta. A grande vantagem destes rodízios é oferecerem maior estabilidade direcional que os giratórios, sobretudo a velocidades mais altas.

  • Como posicionar os rodízios?

    É possível dispor os rodízios em várias configurações, inclusive combinado rodízios fixos e giratórios. Apresenta‑se, em seguida, as principais configurações e respetivas vantagens.

    Configuração Características Vantagens
    2 giratórios
    2 fixos
    A configuração mais comum
    Para cargas pesadas
    Para percursos de maior distância
    Preço acessível
    Mais estável em linha reta
    4 fixos Para cargas leves
    Desaconselhada para rampas
    Configuração económica
    4 giratórios Para aplicações que exijam movimentações laterais Configuração versátil
    2 giratórios
    2 fixos
    (montagem em losango)
    Desaconselhada para rampas Facilidade de manobra
    4 giratórios
    2 fixos
    Para cargas muito pesadas
    Para trajetos longos
    Os 2 rodízios fixos permitem que o peso da carga seja distribuído pelos 4 giratórios.
  • Que tipo de roda escolher?

    A parte da roda que entra em contacto com o pavimento é designada “rasto” ou “banda de rodagem”. O material do rasto e o tipo de rolamento da roda são determinantes para a qualidade do rodízio.

    Rodízio com rasto de poliuretano da TORWEGGE

    Estas são as principais opções disponíveis no mercado:

    A escolha do material do rasto depende de diferentes critérios:

    • carga máxima (soma do peso da carga e da tara do equipamento)
    • características do pavimento (irregular, desnivelado, com presença de óleo ou gorduras)
    • força necessária para iniciar e prosseguir a tração do equipamento
    • ergonomia
    • velocidade de trabalho
    • absorção de impactos e vibrações
    • nível de ruído produzido

    No quadro seguinte, são apresentados os diferentes tipos de rastos e as suas principais características.

    Material do rasto Capacidade de carga Facilidade de manobra Força necessária Ergonomia Absorção de impactos
    Borracha maciça semielástica Boa Muito boa em superfícies irregulares
    Média resistência a óleos
    Baixa Muito boa
    Silenciosos
    Muito boa
    Borracha sintética Boa Boa em superfícies irregulares
    Média resistência a óleos
    Média Boa
    Relativamente silenciosos
    Média
    Borracha maciça superelástica Muito boa Muito boa em superfícies irregulares
    Média resistência a óleos
    Baixa Muito boa
    Silenciosos
    Muito boa
    Poliamida/nylon Muito boa Má em superfícies irregulares
    Elevada resistência a óleos
    Muito baixa Média
    Muito ruidosos
    Pneumático Baixa Muito boa em superfícies irregulares
    Média resistência a óleos
    Muito elevada Muito boa
    Silenciosos
    Muito boa
    Poliuretano injetado Muito boa Muito boa em superfícies irregulares
    Muito boa resistência a óleos
    Muito baixa Muito boa
    Relativamente silenciosos
    Boa
  • Que tipo de rolamento escolher?

    Rodízio com rolamento de esferas da SUGATSUNE KOGYO

    Existem vários tipos de rolamentos antifricção. Selecionámos aqui os três mais utilizados.

    Furo passante

    • É o tipo de rolamento mais simples.
    • Fabricado em poliamida, não necessita de manutenção e é resistente a impactos e à corrosão.
    • Os rodízios com furo passante são adequados para equipamentos de transporte que não seja preciso movimentar com frequência.

    Rolamentos de esferas

    • São constituídos por dois anéis entre os quais rolam esferas de aço temperado.
    • São utilizados aos pares.
    • Suportam apenas cargas radiais.
    • Oferecem boas propriedades de deslizamento com cargas pesadas e a velocidades elevadas.

    Rolamentos de rolos (roletes)

    • São os rolamentos mais utilizados na indústria.
    • São constituídos não por esferas mas por rolos alojados numa gaiola.
    • Esta é a melhor opção se o equipamento se destinar a transportar cargas pesadas durante longos períodos de tempo.
    • São resistentes e exigem pouca manutenção.
Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *