Que máquina de marcação escolher?

As máquinas de marcação servem para gravar de forma permanente ou, pelo menos, duradoura os seus produtos. Entre as suas aplicações mais comuns estão a identificação e a rastreabilidade de materiais, peças e máquinas, por exemplo através de códigos, assim como a marcação de datas de validade em produtos alimentares. Importa não confundir as máquinas de marcação com as impressoras industriais, abordadas num outro guia de compras.

Máquinas de marcação: ver produtos

  • Como escolher uma máquina de marcação?

    Para saber por que tecnologia optar, o primeiro aspeto a considerar é o tipo de material que se pretende marcar (cartão/papelão, metal, vidro, madeira, gesso, plástico, borracha, etc.). Em seguida, há que ter presentes as necessidades em termos de durabilidade, resolução, precisão e dimensões das marcas, bem como da velocidade desejada para o processo de marcação. Por fim, escolhe-se a configuração da máquina: portátil, transportável, de bancada ou a integrar numa linha de produção.

    Existem três tecnologias principais que podem facilitar a identificação e a rastreabilidade (traçabilidade) dos seus produtos:

  • Como escolher uma máquina de marcação mecânica?

    A marcação mecânica é feita por baixo relevo com vista a obter uma marcação duradoura. Existem várias técnicas e a sua escolha pode basear-se na estética do resultado, na velocidade de marcação e, portanto, no material das peças.

    Máquina de marcação por rolagem da marca OP

    Por rolagem:

    Para gravar peças cilíndricas, a ferramenta de marcação (suporte com caracteres substituíveis, bloco gravado ou numerador) exerce pressão contra a peça fixada a um suporte por dois rolos ou encaixada num eixo. A ferramenta de marcação faz girar a peça, efetuando a marca com a profundidade desejada, de acordo com o nível de pressão selecionado. No caso de peças planas, estas são fixadas por baixo da ferramenta de marcação, que roda sobre as peças, marcando-as. Esta operação pode ser manual ou motorizada (elétrica). Trata-se de uma tecnologia adequada a metais (latão, aço, alumínio) e a plásticos, utilizada principalmente nas indústrias mecânica, aeronáutica, automóvel e metalúrgica.

    Máquina de marcação por impacto da marca MARKATOR

    Por impacto:

    Estas máquinas funcionam segundo o mesmo princípio da marcação por rolagem mas, em vez de fazer girar a peça, a ferramenta de marcação atinge-a com impactos sucessivos. É uma tecnologia indicada para materiais muito duros, como o aço e o inox, mas também para plástico, couro e madeira. Encontramo-la principalmente na indústria automóvel, na indústria do plástico e em serralharia. Existem modelos portáteis e modelos concebidos para serem integrados em linhas de produção. Podem ser pneumáticas ou manuais.

    Máquina de marcação por micropercussão da marca Technomark

    Por micropercussão (por pontos):

    Esta tecnologia, ideal para marcar superfícies irregulares ou curvas, utiliza um punção que se movimenta nos eixos X e Y por ação de uma unidade de controlo com dois motores. O material é, assim, marcado com pontos precisos, que irão formar letras e/ou números, logotipos ou códigos Datamatrix. As máquinas de marcação por micropercussão têm acionamento pneumático ou elétrico, sendo as primeiras mais potentes para realizar uma marcação mais profunda. Esta tecnologia é utilizada na indústria automóvel e aeronáutica (para metais e plásticos), em construção mecânica, bem como para marcação de chapas de identificação e de códigos 2D Datamatrix.

    Máquina de marcação por riscagem da marca Pryor

    Por riscagem:

    A marcação por riscagem consiste numa ponta de carboneto ou de diamante que penetra na superfície a marcar e se desloca nos eixos X e Y, gravando os caracteres através de uma linha contínua. Pode ser feita em diversos tipos de materiais, dos mais duros aos mais moles (plásticos).  É uma tecnologia que gera menor nível de ruído do que a micropercussão. Estas máquinas destinam-se a ser integradas em linhas de produção. São muito comuns nas indústrias automóvel e metalúrgica, assim como nos setores da energia, dos transportes, da construção, etc.

    Máquina de marcação a quente da marca Matthews Marking Systems

    A quente

    O princípio da marcação a quente é semelhante ao da marcação por impacto. Neste caso, a peça a ser marcada entra em contacto com um bloco de aquecimento equipado com uma ferramenta de marcação. O calor amolece a superfície da peça, facilitando a penetração da marca no material. É possível inserir uma fita de transferência térmica (ribbon) entre a ferramenta e a peça. Quando esta fita é aquecida, os seus pigmentos são transferidos para a peça. Estas máquinas podem ter acionamento manual ou pneumático e são utilizadas para marcações em diversos materiais, como madeira, plástico, couro e produtos alimentares (incluindo carne), nas indústrias do plástico, da construção, do mobiliário, do couro e de objetos promocionais e de publicidade. Existem nas versões de bancada e para integração em linhas de produção.

    A marcação mecânica oferece inúmeras vantagens:

    • marcação duradoura
    • marcação inalterável
    • profundidade de marcação ajustável
    • controlo da marcação por computador
    • fácil personalização
    • possibilidade de realizar processo de forma manual ou automática
    • diversidade de configurações destas máquinas, que abrangem modelos passíveis de integração em linhas de produção, modelos transportáveis, portáteis e estacionários (por exemplo, de bancada)
    • elevada resistência destas máquinas a impactos e a temperaturas extremas, tornando-as capazes de suportar condições de trabalho severas
  • Como escolher uma máquina de marcação a laser?

    Máquina de marcação a laser da marca TECHNIFOR

    A marcação a laser, também conhecida por gravação a laser, realiza-se com um raio laser que é direcionado através de um sistema de espelhos controlados por computador.
    Por meio de um programa de software, é possível gravar diferentes combinações de caracteres, códigos 2D, códigos Datamatrix, códigos de barras e códigos gráficos. Existem máquinas de marcação a laser transportáveis e modelos a integrar em linhas de produção.

    Apresentam diversas vantagens:

    • marcação duradoura
    • marcação com qualidade estética
    • flexibilidade de utilização para o operador
    • marcação sem contacto, dispensando a manipulação da peça, adequada a objetos frágeis
    • possibilidade de criar vários tons de cinzento
    • uniformidade e profundidade constante
    • marcação inalterável
    • ausência de deformação e de alteração das dimensões das peças
    • elevada velocidade de marcação (efetuada em poucos segundos)
    • elevada durabilidade do laser
    • controlo por computador
    • processo ecológico (sem tinta de impressão nem solventes)
    • gravação em praticamente todos os tipos de materiais (metálicos, poliméricos, elastoméricos, cerâmicos, compósitos)
    • marcação de objetos estáticos ou em movimento
    • possibilidade de realizar marcações únicas ou em série
  • Como escolher uma máquina de marcação a jato de tinta?

    Máquina de marcação a jato de tinta da marca Eastman

    A marcação a jato de tinta permite uma impressão rápida e de alta qualidade com tintas à base de água ou de etanol, de secagem rápida ou cura por UV. Há várias tecnologias de impressão a jato de tinta: com válvula (DOD), contínuo (CIJ) sem contacto, piezoelétrico e térmico. A projeção de pequenas gotas de tinta permite marcar desenhos, logotipos, diferentes códigos e caracteres à medida que se desloca a peça a ser marcada ou a cabeça de marcação. Com esta tecnologia, é possível realizar marcações de diversos tamanhos. A marcação a jato de tinta é bastante utilizada, especialmente nas seguintes aplicações:

    • embalagem primária e secundária em linhas automáticas de acondicionamento de produtos;
    • produtos em linhas de produção ou em transportadores contínuos;
    • produtos fabricados por processo contínuo (cabos, tubos, filmes, etc);
    • sistemas de produção automáticos ou robotizados (metais, plásticos, madeira, cimento, etc.).
  • Escolha da máquina de marcação em função do material a marcar

    Material/Tecnologia Impacto Rolagem Micropercussão Riscagem Laser Jato de tinta A quente
    Metal x x x x x x x
    Plástico x x x x x x x
    Madeira x x x x
    Couro x x
    Betão x x
    Vidro x x
    Cerâmica x
    Papel x x
    Borracha x x x
    Cartão x x x
    Têxteis x x
    Produtos alimentares x
Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *